Fone: (19) 3032-0479
 
Seu carrinho está vazio!
Página Inicial  |  Cadastrar-me  |  Meus Pedidos  |  Contato
 
 
  Bom dia Convidado, para efetuar o login clique aqui
Pesquisar  
ou
Quem Somos
Promoções
Lançamentos
Tendências
Notícias
Mundos dos Perfumes
 
 Nome:
 E-mail:
Mundo do perfumes

O PERFUME E SEUS SEGREDOS

Confira aqui tudo o que você precisa saber antes de comprar um perfume, seja para você ou para presentear.

O poder dos perfumes vai além do aroma que exala de suas notas. Os estímulos aromáticos incitam emoções ou recordações. Um determinado cheiro pode suscitar memórias passadas e levar-nos numa viagem de sensações, nos remetendo a lugares, momentos e pessoas. Podem ser uma arma na sedução, além de ajudar a potencializar a personalidade. Enfim, as fragrâncias têm o poder de se comunicar.
Os perfumes são classificados de acordo com a família olfativa à qual pertencem. Os frutados podem ser tanto doces, quanto exóticos ou atrevidos; os amadeirados, por sua vez, podem ser quentes ou profundos e sensuais. Os florais marcam presença numa infinidade de fragrâncias e são românticos e delicados; enquanto os cítricos, que contém extratos de cascas de frutas, como limão, mandarina, laranja e bergamota, são refrescantes, ideais para pessoas de vida ativa e esportistas. Os especiados são recomendados para pessoas seguras e os atalcados têm um aroma que nos remete a infância. Os sintéticos (ardeídeos) têm um toque de vanguarda, para os consumidores mais urbanos, com um estilo contemporâneo. Já os perfumes com notas chypress são resultado da combinação de hesperides (sobretudo bergamota), de flores (jasmim, rosa, ylang-ylang) e de um fundo quente de musgo de carvalho e de âmbar. Estas fragrâncias são sensuais e sofisticadas. As notas verdes, bastante utilizadas em perfumaria, têm um aroma inicial que lembra uma folhagem recém-colhida. Os perfumes desta família são frescos, jovens e vivificantes. Já a baunilha, atualmente muito em moda, graças ao seu aroma doce e exótico, integra o time das notas orientais, ao lado do âmbar.

NA HORA DA COMPRA

Ao comprar um perfume nunca experimente mais do que quatro ou cinco fragrâncias. Depois disso você não terá mais condições de julgar apropriadamente. O ideal é entre uma fragrância e outra inalar o aroma de grãos de café fresco, que ajudam a neutralizar a fragrância anterior, fazendo com que o seu olfato fique menos "confuso".
Nunca faça um julgamento final sobre uma nova fragrância antes de 10 minutos da aplicação. Este é o tempo mínimo necessário para que a base de álcool do perfume evapore e a química da sua pele reaja ao perfume. Para não errar, a dica é dar preferência aos aromas frescos, discretos e limpos durante o dia. Os perfumes mais fortes e sensuais, em geral os amadeirados e ambarados, devem ser deixados para noite. Mas se você é daqueles fiéis a uma só fragrância, não se preocupe. Hoje é possível encontrá-la em diferentes fixações, como Eau de Parfum e Eau de .Toilette. Se este não for o caso, antes de borrifar o perfume, molhe as mãos e misture com a fragrância, que ficará mais leve.

A QUÍMICA DA PELE

Cada um de nós possui uma química única no corpo, baseada nos genes, tipo de pele, cor do cabelo e, inclusive, estilo de vida, além do ambiente em que estamos inseridos. Tudo isso causa influência no desenvolvimento aromático de um perfume. É por esta razão que uma mesma fragrância pode variar de pessoa para pessoa. Portanto, se você tem pele oleosa a regra é usar menos perfume, já que a tendência deste tipo de pele é de provocar uma reação que intensifica o aroma. Ao contrário, se sua pele for seca, a disposição é reter o efeito do perfume por menos tempo. Mas não compense aumentando a quantidade. Reaplique com mais freqüência. Também não é a mesma coisa estar ao ar livre, exposto ao calor, ao frio ou em espaços fechados.

COMO APLICAR

Na hora de aplicar o perfume, opte por lugares onde a irrigação sanguínea está mais próxima da pele e por isso a temperatura tende a ser mais alta, ajudando a evaporar o aroma. É o caso da parte interna dos pulsos e braços, base do pescoço e orelhas, parte interna dos tornozelos e pernas, peito.

FAMÍLIAS OLFATIVAS


Cada perfume tem sua própria pirâmide olfativa, que é composta pelas notas de saída, as primeiras a serem sentidas e as que mais se percebem. Estas, devem prender a atenção desde o primeiro segundo. As notas de base ou coração podem ser traduzidas como a alma do perfume, se desenvolvem e se enriquecem gradualmente.  Para finalizar, as notas de fundo, responsáveis pela fixação. São elas que dão o rastro e perduram na recordação. Não foi por acaso que a estilista Coco Chanel disse que "o perfume anuncia a chegada de uma mulher e prolonga a sua saída".

Notas de cabeça ou de saída - são as primeiras sensações que temos ao passar o perfume. São extremamente voláteis e, via de regra, muito leves. São essências à base de limão, laranja, bergamota, lavanda, pinho, eucalipto e folha de chá, entre outras. Quando mais fresco o perfume, mais voláteis são suas notas, razão pela qual seu aroma dura menos tempo.

Notas de coração ou de corpo - é a alma, a personalidade, o tempero de um bom perfume. Normalmente são fortes e se fixam por um tempo maior do que as notas de cabeça. São utilizadas essências menos voláteis e mais pesadas, como o tomilho, o cravo, aldeídos, cominho, pimenta e outras especiarias.

Notas de fundo ou de fixação - é o responsável pela fixação da fragrância na pele. Como fixadores são usadas resinas e extratos amadeirados e de origem animal, como o musk, o castor, o almíscar e o civete. Os preços  dos melhores fixadores, em geral,são muito altos.

Acordes: são os conjuntos ou as misturas das essências, aquelas que mais se sobressaem, valorizando o perfume pela qualidade de sua composição.

OS DIFERENTES TIPOS DE FRAGRÂNCIAS


Além dos óleos essenciais, o perfume é composto por solventes e fixadores, que determinam a duração de seu aroma. A quantidade desses últimos é o aspecto fundamental na diferenciação da concentração dos perfumes.

Parfum ou Extrato – é o produto mais nobre. O verdadeiro Parfum ou extrato tem aroma intenso, graças à alta concentração de essências, que podem chegar a representar até 40% de sua composição. São mais utilizados em países de clima frio, e têm um poderoso efeito de fixação que pode se prolongar por até 24 horas. Recomenda-se muito cuidado na aplicação, pois o exagero pode provocar náuseas e dores de cabeça. 

Eau de Parfum (EDP) - também é muito intensa. Tem de 10 a 20% de concentração de essências e seu efeito de fixação chega a ultrapassar as 12 horas. A recomendação é aplicar pequenas quantidades nos melhores pontos de perfumação (atrás das orelhas, nuca, pulsos, etc.).

Eau de Toillete (EDT) - as fragrâncias são mais discretas, bem adequadas a países tropicais. Sua concentração de essência varia dos 6 aos 12% e seus índices de fixação não passam das 8 horas em temperaturas mais altas.

Eau de Cologne (EDC) - apresenta fragrâncias bem suaves e com baixa concentração de essências, que vão de 5 a 8%. Sua fixação não é maior do que 5 horas. Também são tratados por Cologne ou Eau Fraicheur.

Deo Colônia - designação utilizada apenas no Brasil, que apresenta baixíssima concentração de essências, no máximo 5%.  Sua taxa de fixação é mínima, variando entre 2 a 4 horas.

 

ARMAZENAMENTO 

As fragrâncias não duram eternamente e tendem a evaporar. Quando expostas a temperaturas muito baixas, a solução cristaliza e separa-se. No caso inverso, sob altas temperaturas, a solução se dissolve. Para garantir a qualidade de seus perfumes, mantenha-os em um local escuro e fresco, onde a temperatura normalmente esteja entre 13° e 15°C.

HISTÓRIA

A história do perfume remonta há três mil anos e são muitas as lendas que envolvem sua criação. A arte de fazer perfumes nasceu na antiga Mesopotâmia e no Egito como parte de rituais religiosos. Os dois métodos principais de uso nesta época eram a queima de incenso e a aplicação de bálsamos e ungüentos. Acredita-se que a rainha Cleópatra tenha sido uma ardente consumidora. Seu uso espalhou-se também para a Grécia, Roma e mundo islâmico.
Mas foi na Índia e na Arábia que surgiram os primeiros mestres da perfumaria. Ali já havia sido criada a água de colônia, obtida pela maceração de pétalas de rosas. Os árabes não só compreendiam e apreciavam os prazeres dos perfumes, mas também tinham conhecimentos avançados de higiene e medicina. Eles produziram elixires partindo de plantas e animais com propósitos, não apenas cosméticos, mas também terapêuticos. Por volta do século X, Avicena descobriu a destilação dos óleos essenciais das rosas, e assim criou a Água de Rosas. Depois veio a Eau de Toilette, feito para a rainha da Hungria.

O esplendor da perfumaria floresceu com a Renascença.  Nesta época, na Europa, o perfume se desenvolveu e popularizou-se. Mesmo feito ainda de forma artesanal, desempenhava importante papel social, como parte dos luxos diários e necessários de toda mulher nobre, encantando com suas doces fragrâncias e charmosos frascos, estes, aliás, um capítulo à parte, capazes de transformar, até os dias de hoje, os perfumes em verdadeiras obras de arte. Foi nessa época que Paris se tornou uma referência mundial em produção de fragrâncias e perfumes, e fez com que os perfumes franceses conquistassem o mundo.
  Perfumes Importados Femininos, Masculinos e Unissex. www.webperfumes.com.br © 2008
Formas de pagamento
         

WebPerfumes